TUNÍSIA

Tunísia, uma incrível experiência.

Tunísia, uma incrível experiência.

SÃO INÚMERAS AS RAZÕES PARA VISITAR A TUNÍSIA:

– Embora muitos pensem o contrário, a Tunísia é sim um país bastante seguro;

– É um destino bastante acessível. Me informaram que o custo de vida na Tunísia é o mais baixo da África. Uma refeição básica na capital Tunes custa em média US$ 4,00…Show!!!!

– É totalmente preparado para receber turistas e é considerado o país mais hospitaleiro do norte da África;

– Extremamente rico culturalmente, afinal de contas estamos falando de um país com cerca de 3.000 anos;

– Dá pra juntar numa única viagem:  as paradisíacas praias do Mediterrâneo, as ruínas e suas histórias e o deslumbrante Deserto do Saara;

– Um país relativamente pequeno; em uma semana você consegue conhecer as principais cidades de norte a sul;

– O clima é perfeito, viajei no inverno (dezembro) e a temperatura mais baixa que peguei foi de 10 C. Para quem curte praia o ideal é viajar na época de calor, que vai de maio a outubro.

Roteiro na Mão - Museu de Tunes
Roteiro na Mão – Museu de Tunes

Tunes, a capital da Tunísia, tem um ar parisiense e é muito visitada por franceses, alemães e italianos.

Fiz uma viagem de 10 dias com um grupo de excursão. Um guia local (falando espanhol) nos acompanhou em toda a viagem. Voamos com a Aeroflot (cia aérea Russa) e o voo foi excelente.

A Tunísia está localizada no norte da África, entre a Argélia e Líbia e bem embaixo da bota da Itália. É um país de população árabe onde a religião predominante é o Islamismo. A moeda é o dinar. A língua oficial é o árabe, mas uma boa parte da população fala também o francês.

Roteiro na Mão - Mesquita de Kaiokuran
Roteiro na Mão – Mesquita de Kaiokuran

Conforme já mencionei, é sim um país seguro para o turismo, mas por ser totalmente diferente de nossa cultura, aconselho viajar em grupo e de preferência com guia, isso lhe deixará mais confiante e com certeza terá oportunidade de explorar mais o país.

Estamos falando de um país muçulmano, costumes, trajes, cultura, religião, tudo muito diferente. É um país de homens nas ruas e mulheres em casa. Não é permitido andar de mãos dadas na rua, beijar na boca e nenhum tipo de carinho entre homem e mulher, e isso é bem sério mesmo, tanto que se for flagrado serão 2 meses de cadeia. Para os turistas, as roupas curtas e decotadas devem ser evitadas, pois estamos na casa deles e temos que ter respeito pela religião local. Por isso que disse que é importante a companhia do guia, o qual está sempre nos alertando.

AS MEDINAS

Roteiro na Mão - Sousse - Tunísia
Roteiro na Mão – Sousse – Tunísia

As Medinas são muralhas onde dentro delas funcionam as moradias e o comércio local. Isso começou há muitos anos para proteger esses comércios e moradias de possíveis invasores e até hoje é assim que funciona. Pra nós ocidentais parece tudo muito bagunçado, mas, de certa forma, se observarmos direito, percebemos que existe sim muita organização, como por exemplo as moradias, que mesmo sendo um país árabe são separadas por religiões e etnias. O mesmo acontece com o comércio: cada tipo de comércio tem o seu canto certo, frutas para um lado, vestuários para outro e assim por diante.

OS SOUKS

Já os Souks são esses mercados dentro das medinas. Como já mencionei, parece tudo uma desordem só, mas observando melhor vemos que é organizado e bem dividido. Os Souks mais próximos das entradas das mesquitas vendem artigos religiosos e livros, já os  próximos às entradas das medinas ficam os alimentos como frutas e legumes.

Roteiro na Mão - Medina de Kaiokuran
Roteiro na Mão – Medina de Kaiokuran

Os Souks são verdadeiras atrações turísticas. Impossível entrar num Souk e sair de mãos vazias.

COMO FUNCIONA O COMÉRCIO ÁRABE

Você jamais pode entrar num comércio, perguntar o preço e pagar; não é assim que as coisas funcionam por lá. No momento em que você se mostra interessado por um determinado produto, a brincadeira começa. O comerciante vai lhe falar um valor e você imediatamente rebate, oferecendo 40 ou até 50% menos… (?????) sim, vai por mim, o jogo começou. Depois de algum tempo de negociação, você e vendedor entram num acordo (ou não). Para o árabe, chega a ser uma ofensa você simplesmente aceitar e pagar o primeiro valor que ele lhe ofereceu…….não sabe brincar??? Ahahahaha

Roteiro na Mão - Kairowan
Roteiro na Mão – Kairowan

Me diverti muito nos Souks que conheci, adorava negociar e no final sair com aquela cara de “fiz um super negócio”…hahahaha

A língua é o árabe e muitos também dominam o francês. No cardápio, o que predomina é o carneiro, o famoso cuscuz (farofa com romã), o pastel de ovo (comi muito) e muitos legumes e frutas. Gostei sim da comida, um pouco apimentada, mas gostei.

Roteiro na Mão - Tozeur - Tunisia
Roteiro na Mão – Tozeur – Tunisia

Como estamos falando de um país árabe, nem preciso dizer que dificilmente encontramos mulheres na rua. Em Túnes (capital) pude ver mulheres até dirigindo, mas conforme fomos descendo para as cidades ao sul, elas apareciam somente nas mesquitas e sempre cobertas.

AQUI UM RESUMO DO MEU ROTEIRO:

  • TUNES

É a capital da Tunísia. Uma cidade que mistura a arquitetura árabe antiga a sua metrópole moderna. De todas as cidades que conheci da Tunísia, Tunes é sem sombra de dúvidas a mais avançada. Encontrei mulheres cobertas mas dirigindo, acredita?

Tunes – Sid Bou Said – 17Km de distância

  • SIDI BOU SAID

Roteiro na Mão - Sidi Bou Said
Roteiro na Mão – Sidi Bou Said
Roteiro na Mão - Sidi Bou Said
Roteiro na Mão – Sidi Bou Said

Um vilarejo super charmoso, casinhas brancas com portas e janelas azuis, lembrando as Ilhas Gregas. Muito famoso o chá verde (thé aux pignons). Não deixe de provar, é bem gostoso. Provamos o chá no Cafè El Allia.

Sid Bou Said – Cartago – 3 Km de distância

  • RUÍNAS DE CARTAGO

Roteiro na Mão - Cartago - Tunísia
Roteiro na Mão – Cartago – Tunísia
Roteiro na Mão - Cartago - Tunísia
Roteiro na Mão – Cartago – Tunísia

Alguém se lembra dessa parte da história? Cartago foi alvo de disputas durante muitos séculos. Cartago e Roma guerrearam resultando num declínio de Cartago e posteriormente a sua completa destruição, ficando então em ruínas.

Cartago – Hammamet – 82Km de distância

  • HAMMAMET

Conhecida como a Saint Tropez da Tunísia. Resorts luxuosos, praia, boates … Nosso pernoite foi no hotel Sheraton e assistimos a um show à noite. Muito bacana!

Hammamet – Sousse = 92Km de distância

  • SOUSSE

Roteiro na Mão - Sousse - Tunísia
Roteiro na Mão – Sousse – Tunísia

Cidade grande e muito charmosa. Conhecemos a medina de Sousse, considerada a mais bonita da Tunísia, com muros do ano de 1.500. Cidade perfeita para o turista que quer mergulhar na história ou para aquele que quer apenas relaxar num resort com o pé no mediterrâneo.

Sousse – Monastir = 30Km de distância.

  • MONASTIR

Cidade também da costa leste da Tunísia. Pernoitamos em Monastir no Regency Hotel & Spa, um resort muito bacana e super bem localizado.

Monastir – El Jem = 100 Km

  • EL JEM

Roteiro na Mão - El Jem - Tunísia
Roteiro na Mão – El Jem – Tunísia
Roteiro na Mão - El Jem - Tunísia
Roteiro na Mão – El Jem –  Tunísia

Seu principal atrativo é o espetacular anfiteatro do ano 238 d.c.. É somente pouca coisa menor que o Coliseu de Roma, com capacidade para 30 mil espectadores. Em 1979 foi classificado como Patrimônio Mundial pela UNESCO.

El Jem – Sfax = 78Km de distância.

  • SFAX

Roteiro na Mão - Sfax - Tunísia
Roteiro na Mão – Sfax – Tunísia

É um dos principais centros comerciais da Tunísia e a segunda maior cidade do país. Sua Medina é maravilhosa e o passeio é imperdível.

Sfax – Matmata = 204 Km de distância

  • MATMATA

Roteiro na Mão - Matmata - Tunísia
Roteiro na Mão – Matmata – Tunísia
Roteiro na Mão - Matmata - Tunísia
Roteiro na Mão – Matmata – Tunísia
Roteiro na Mão - Matmata - Tunísia
Roteiro na Mão – Matmata – Tunísia

Um dos lugares mais interessantes que conheci na viagem. Uma estranha aldeia troglodita, toda escavada nas rochas. As casas estão construídas a vários metros abaixo da terra, isso mesmo, as pessoas vivem dentro de cavernas. Entramos em algumas casas que nos permitiram fotografar: comidas guardadas em buracos nas paredes, sem energia e os homens saem para a caça e as mulheres cuidam dos filhos e fazem tapetes. Tem poucos hotéis em Matmata e, da mesma forma, embaixo da terra. Demais!

Matmata – Ilha Djerba

  • ILHA DJERBA

Roteiro na Mão - Djerba - Tunísia
Roteiro na Mão – Djerba – Tunísia
Roteiro na Mão - Djerba - Tunísia
Roteiro na Mão – Djerba – Tunísia

Atravessamos de balsa para Ilha Djerba. A ilha tem fama internacional por ser o lugar ideal para a prática de esportes náuticos e sobretudo para o descanso absoluto. Fica bem próxima à fronteira com a Líbia.

  • GABES

Roteiro na Mão - Sinagoga de Gabes
Roteiro na Mão – Sinagoga de Gabes
Roteiro na Mão - Sinagoga de Gabes
Roteiro na Mão – Sinagoga de Gabes

Considerada a porta de entrada do sul da Tunísia. Gabes se destaca das demais cidades da região pelo exuberante oásis que se estende ao lado do mar com 6 Km de comprimento e 3Km de largura. Foi em Gabes que tirei algumas fotos na praia, uma pena que estivesse frio, mas deu pra sentir bem de pertinho o Mediterrâneo com areia bem clarinha e fininha.

  • DOUZ

Roteiro na Mão - Douz - Tunisia
Roteiro na Mão – Douz – Tunisia

A última cidade do sul, bem na fronteira da Argélia e Líbia. A cidade é um oásis do deserto do Saara, onde começam realmente as dunas de areia. Pernoitamos no hotel Saara Douz e no primeiro horário da manhã seguinte fizemos o passeio mais esperado da viagem: andamos o dia inteiro de dromedário. Avistamos castelos em pleno deserto, um deles foi construído por italianos para um filme e ao término das filmagens não tiveram coragem de derrubar… sorte nossa!

  • DESERTO DO SAHARA

Roteiro na Mão - Deserto do Saara
Roteiro na Mão – Deserto do Saara
Roteiro na Mão - Deserto do Saara
Roteiro na Mão – Deserto do Saara
Roteiro na Mão - Deserto do Saara
Roteiro na Mão – Deserto do Saara
Roteiro na Mão - Deserto do Saara
Roteiro na Mão – Deserto do Saara

O passeio de camelo pelo Sahara com certeza foi o ponto mais alto da viagem. Saímos às 5 horas do hotel pra pegar o nascer do sol no Deserto. Estava bem frio e o guia pediu que colocássemos os lenços por causa dos ventos fortes.

O passeio durou o dia inteiro e foi um sonho, me diverti muito. Tivemos vários guias conduzindo os camelos. Conhecemos outros grupos de europeus que também estavam por ali fazendo o mesmo passeio e demos muita risada, um povo mega animado.

Não pagamos o passeio pois já estava incluso em nosso pacote, mas se não me engano, o valor cobrado para os europeus foi de 10 Euros.

 

  • CHOTT EL JERID

Roteiro na Mão - Chottel - Tunísia
Roteiro na Mão – Chottel – Tunísia

O famoso lago salgado que no verão seca e vira uma rua de sal. Segundo a lenda, foi lá que nasceu a deusa grega Atena.

  • TOZEUR

Roteiro na Mão - Tozeur - Tunísia
Roteiro na Mão – Tozeur – Tunísia

Chamada de A Capital das Palmeiras, mais um lugar lindo da Tunísia. Alugamos uma Land Rover e seguimos para um passeio pelo deserto. Paramos num lugar chamado Chebika, o oásis mais bonito de toda a Tunísia. Imagine só, um oásis em pleno deserto. Fizemos uma trilha bem longa mas que valeu muito a pena, pois conhecemos lugares inesquecíveis.

  • KAIROUAN

Roteiro na Mão - Mesquita de Kaiokuran
Roteiro na Mão – Mesquita de Kaiokuran

 

Primeiro centro histórico da África do Norte. Revela através de suas muralhas e medinas um interesse cultural e espiritual sem precedentes.

De Kairouan seguimos de volta para Tunes e após uma noite voltamos para o Brasil.

A Tunísia me surpreendeu muito, pretendo voltar e explorar ainda mais. É um país incrível, mas é uma pena que somente os europeus saibam disso….

COMO CHEGAR:

Não tem mais voo direto do Brasil para a Tunísia, mas são várias as opções:

– Com a Emirates via Dubai

– Com a Turkish via Istambul

– Com a Royal Air Maroc via Casablanca

– Com a KLM via Amsterdam

– Com a Lufthansa via Frankfurt…

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA:

Não é necessário visto para a Tunísia, mas a vacina contra a febre amarela é obrigatória e, portanto, não esqueça de emitir o seu Certificado Internacional.

10 comentários sobre “TUNÍSIA

    1. Oi Sabrina, obrigada pelo seu comentário.
      Eu também nunca havia pensado em conhecer a Tunísia, caiu de paraquedas essa oportunidade e não deixei passar. Posso dizer que amei a experiência, acho que quanto mais nos distanciamos de nossa cultura, mais ricos nos tornamos. Toda experiência tem que ser vivida!! Você entende o que estou falando pois sei que também tem rodinha nos pés (rsrs)
      Muito obrigada pela sua visita..bjs

    1. Então, quando estive na Tunísia nem pensava em criar um blog e com certeza se fosse hoje eu teria fotografado muito mais e com outros olhares.. Faltou material pois o lugar é realmente incrível. Mas tá valendo!! Bjs e obrigada pela visita…

    1. Nossa, o meu também… aliás quando pintou a oportunidade eu corri no mapa..rsrsrs. Mas valeu muito, aliás viajar sempre vale muito, você sabe responder melhor que eu não é mesmo??? Bjs e obrigada pela visita!!!

  1. Fiquei surpresa com a beleza desse país e não tinha qualquer informação sobre turismo e segurança nessa região. Ótimo post! Comecei a ver o país com outros olhos e já penso em incluí-lo na minha infindável lista de desejos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *